Quarta-Feira, 18 de Maio de 2022

Governo do Pará e Banco da Amazônia se unem para impulsionar negócios sustentáveis




COMPARTILHE

Um valor de R$ 2,86 bilhões será aplicado no estado do Pará em 2020 via Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO). Para firmar o compromisso com a aplicação total desses recursos, o presidente do Banco da Amazônia, Valdecir Tose, e o governador do Pará, Helder Barbalho, assinam um protocolo de intenções para impulsionar os negócios sustentáveis na região.

No ano de 2019, o banco aplicou R$ 2,7 bilhões somente com recursos do FNO em negócios no Pará. De acordo com o presidente do Banco, a intenção é aumentar o resultado para 2020 em parceria com o governo do Estado, potencializando a capacidade de desenvolvimento com o recurso disponível.

Para este ano, foram destinados R$ 1,2 bi em recursos para empreendimentos rurais, que abrangem a agricultura familiar, agricultura de baixo carbono e floresta, agropecuária, pesca e aquicultura, uma oportunidade para os paraenses do setor rural que pretendem investir para o crescimento do seu negócio.

Já para o setor não-rural, o valor aplicado é de R$ 2,8 bi. Microempreendedores do setor da indústria ou agroindústria, turismo e cultura, comércio, serviço e exportação e infraestrutura terão esse recurso disponível para aplicação e crescimento do seu bem e, consequentemente, da Amazônia.

Neste ano, o Banco da Amazônia está operando com novas linhas de financiamento, entre elas, o FNO Infraestrutura, que conta com R$ 3 bilhões em recursos em prol da melhoria do setor do país. A modalidade funciona em apoio à política do Governo Federal e tem uma atuação muito próxima aos estados e municípios da região, para efetivação de PPPs (Parcerias Público-Privadas).

A outra linha é o FNO MPO, que apoia atividades produtivas de empreendedores, pessoa física e jurídica do meio urbano e rural, através da disponibilização de recursos para o microcrédito produtivo orientado. Para o setor rural, o programa conta com recursos do Pronaf, cujo montante para todas as linhas é de R$ 983,34 milhões.


Autor:Redação AMZ Noticias


Comentários:
O Jornal do Carajas não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal do Carajas e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias