Segunda-Feira, 08 de Marco de 2021

Polícia Federal desmantela quadrilha que traficava drogas sintéticas em Parauapebas




COMPARTILHE

A Polícia Federal deflagrou na terça-feira (19), a operação “Bad Trip” na cidade de Parauapebas, no sudeste do Pará,  com o objetivo de desarticular grupo criminoso que realizava o tráfico ilícito de entorpecentes de droga sintética metilenodioximetanfetamina conhecida popularmente como ecstasy.

As investigações levaram a alvos após a Polícia Federal, ter realizado a prisão em flagrante no dia 12 de dezembro de 2020, de três indivíduos que foram na Agencia dos Correios, na intenção de retirar correspondência junto aos Correios.No pacote retirado pelos indivíduos continha 200 comprimidos  da droga sintética conhecido como ecstasy.

Os elementos foram presos no momento em que retiravam o pacote da agencia. Foram cumpridos oito  mandados de busca e apreensão e prisão temporária deferidos pelo Juízo da 2ª Vara Criminal de Parauapebas, após representação da Polícia Federal. Seis pessoas foram presas acusadas de envolvimento no crime de tráfico de droga.

Durante a operação foram apreendidas mídias e documentos que comprovam a participação dos suspeitos. No total trinta e seis policiais federais participaram da operação. As investigações apuraram que todos os envolvidos atuavam de forma estável para obter e vender os entorpecentes sintéticos conhecidas como ‘’balas’’ em festas “Rave”.

De acordo com a Polícia Federal, os acusados buscavam realizar e promover as festas eletrônicas, muito frequentadas por jovens e adolescentes da cidade de Parauapebas, na intenção de realizar a venda do produto entorpecente. Os detidos fora encaminhados ao Sistema Prisional de Marabá. Com a conclusão das investigações os suspeitos vão  responder pelos crimes. O nome da operação faz referência a uma “viagem ruim”, sendo a expressão viagem utilizada pelos usuários em razão do efeito do entorpecente na sua utilização. 


Autor:Redação AMZ Noticias


Comentários:
O Jornal do Carajas não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal do Carajas e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias