Quarta-Feira, 27 de Outubro de 2021

Senar MT prevê mais de 750 ações educacionais distribuídas para 93 cidades do estado




COMPARTILHE

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) em parceria com os 93 sindicatos rurais do estado prevê a realização de mais de 750 ações educacionais para junho. Os treinamentos mais solicitados do mês são voltados para o setor de maquinário e implementos agrícolas, totalizando 21% da demanda.

Dentre os cursos mais demandados da área estão os de operação de tratores agrícolas; aplicação de agrotóxicos utilizando o pulverizador autopropelido; manutenção e operação de colhedora de algodão e mecânico de tratores.

Ganham destaques como maiores demandantes os municípios de Sapezal com 42 treinamentos solicitados para o mês, Campo Verde com 26 e Diamantino com 24. Com a chegada do período da seca, os treinamentos sobre o controle e a prevenção do fogo como Formação de Brigada de Incêndio e Prevenção e Controle do fogo na agricultura também são bastante demandados.

Vale ressaltar que a programação de treinamentos ofertada pelo Senar-MT em parceria com sindicatos rurais, está sujeita a modificações em função dos decretos municipais e estaduais, relacionados à pandemia de Covid-19. Para conhecer os cursos disponíveis em cada município, os interessados devem entrar em contato com o sindicato rural local. O Sistema Famato também disponibiliza um portal de acesso com o contato de todos os sindicatos rurais de Mato Grosso. Para conferir basta clicar no link:  https://sistemafamato.org.br/portal/sindicatos/index.php


Autor:AMZ Noticias com Assessoria


Comentários:
O Jornal do Carajas não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal do Carajas e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias