Terca-Feira, 25 de Janeiro de 2022

Ex-ministro Joaquim Barbosa diz que se sentiu usado pelo ex-juiz e agora político Sergio Moro




COMPARTILHE

O ex-ministro do STF Joaquim Barbosa (PSB) recebeu o ex-juiz Sergio Moro (Podemos) na segunda-feira (10/1), em seu apartamento no bairro Leblon, no Rio de Janeiro. O encontro, revelado em primeira mão pela coluna, foi pedido pelo próprio Moro ainda em 2021.

Após a conversa, Barbosa relatou a aliados ter ficado incomodado com a publicidade dada à reunião. Avaliou que a divulgação do encontro beneficiou apenas Moro, o que fez o ex-ministro do Supremo se sentir usado politicamente pelo ex-juiz da Lava Jato.

O ex-ministro, no entanto, se encontrou na manhã do dia 10 de janeiro, no Rio, com o ex-juiz. A reunião aconteceu no apartamento de Barbosa no bairro Leblon. Segundo aliados de Barbosa, eles conversaram a sós sobre o cenário eleitoral deste ano, mas não houve qualquer debate sobre formação de uma possível chapa presidencial entre os dois.   

Conhecido nacionalmente pelo trabalho que fez como relator do mensalão, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Benedito Barbosa tambem voltou ao cenário político Advogado de formação, Joaquim já foi Procurador da República e professor de direito na Universidade do Estado do Rio de Janeiro.  

Em 2003, foi convidado pelo ex-presidente Lula (PT) a compor o quadro dos 11 ministros do STF. Em 2012 assumiu a presidência da Corte e, em 2014, se aposentou voluntariamente. Barbosa foi o terceiro ministro negro na história do STF.

Em 2013, foi eleito uma das cem pessoas mais influentes do mundo. Cinco anos mais tarde, se filiou ao Partido Socialista Brasileiro (PSB) com a intenção de participar da corrida presidencial. No entanto, desistiu logo em seguida alegando motivos pessoais.

Apesar de ser resguardado, o ex-ministro do STF vire e mexe ressurge como possível candidato à Presidência da República. Quando não, está nas rodas de conversas e tem a atenção disputada entre políticos.  Após especulações de que Sergio Moro gostaria de tê-lo como vice nas próximas eleições, Joaquim Barbosa avisou a aliados que jamais toparia ser candidato ao lado do ex-juiz.

De acordo com o colunista Igor Gadelha, do Metrópoles, recentemente Barbosa voltou a debater com a cúpula do PSB, sigla à qual segue filiado, uma possível candidatura à Presidência em 2022. O ex-ministro, no entanto, se encontrou na manhã do dia 10 de janeiro, no Rio, com o ex-juiz. A reunião aconteceu no apartamento de Barbosa no bairro Leblon. Segundo aliados de Barbosa, eles conversaram a sós sobre o cenário eleitoral deste ano, mas não houve qualquer debate sobre formação de uma possível chapa presidencial entre os dois.

Conhecido nacionalmente pelo trabalho que fez como relator do mensalão, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Benedito Barbosa voltou ao cenário político. Barbosa ressaltou a aliados ter topado receber o presidenciável do Podemos apenas por “deferência”.

Como noticiou a coluna, antes mesmo da reunião, o ex-ministro do STF já havia avisado a pessoas próximas que não toparia ser candidato a vice-presidente de Moro. Mesmo assim, o ex-juiz oficializou o convite a Barbosa durante o encontro. O ex-ministro do STF respondeu não topar ser vice nem de Moro, nem de qualquer outro presidenciável, muito menos ser candidato a senador ou governador nas eleições deste ano.


Autor:AMZ Noticias com Metrópoles


Comentários:
O Jornal do Carajas não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal do Carajas e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias