Terca-Feira, 25 de Janeiro de 2022

Testagem em massa confirma mais de 70 casos de Covid em indígenas de aldeia da Ilha do Bananal




COMPARTILHE

Um surto de Covid-19 está sendo registrado entre os indígenas da aldeia Santa Isabel, localizada na Ilha do Bananal. Segundo o Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI), nesta quarta-feira (5), após uma testagem em massa, foram registrados cerca de 60 casos positivos.

O cacique Sansão Karajá informou que equipes de saúde continuam no local e nesta quinta-feira (6) o número de indígenas infectados subiu para mais de 70. A aldeia Santa Isabel é uma das mais populosas da Ilha do Bananal, com mais de 900 indígenas. As equipes de saúde que estão no local são do DSEI. O órgão não informou quantas pessoas foram testadas, mas, segundo o cacique, menos da metade dos moradores fizeram o exame. 

Por telefone, um servidor afirmou que a situação está controlada e que os indígenas estão sendo vacinados e assistidos por uma equipe multidisciplinar da Funai e Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai). O cacique disse não há casos graves entre as famílias. O líder informou que cerca de 80% dos indígenas da aldeia Santa Isabel receberam a 1ª e 2ª dose da vacina contra o coronavírus. Segundo ele também há vacinados entre as pessoas que estão doentes.

Segundo os estudos conduzidos com cada uma das vacinas em uso contra a Covid-19, os imunizantes diminuem, mas não zeram a chance de casos graves e de morte pela doença. É por isso que, além de se vacinar, você deve manter as outras medidas de proteção contra a doença, como se vacinar, usar máscaras e evitar aglomerações e lugares fechados. Apesar de estar dentro do território de Lagoa da Confusão (TO), a cidade mais próxima da aldeia é São Félix do Araguaia (MT), onde também foi verificado um alto índice de Covid e gripe.

Segundo o cacique, São Felix do Araguaia é uma cidade onde as pessoas da aldeia vão para fazer compras e resolver pendências. Ele informou também que teve um grande evento lá na semana passada, que contou com a participação dos indígenas da Ilha do Bananal, e seria um dos motivos do vírus ter se espalhando na aldeia. O prefeito de Lagoa da Confusão, Thiago Soares (DEM), informou que soube dos casos através de um morador da região, mas que aguarda informações oficiais a respeito dos diagnósticos.

O gestor explicou que duas aldeias da Ilha do Bananal, a Santa Izabel e a Fontoura, fazem parte do município, mas ressaltou que o acesso à região é difícil nessa época por causa das cheias dos rios. O prefeito disse que equipes estão a caminho da região para entregar cestas básicas enviadas pelo governo estadual e dar assistência aos povos.


Autor:Redação AMZ Noticias


Comentários:
O Jornal do Carajas não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal do Carajas e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias